https://simal.ing/
Visita Orientada Artes decorativas, proveniências e colecionadores - Museu Nacional Soares dos Reis
Loading...

Visita Orientada Artes decorativas, proveniências e colecionadores

5 de Fevereiro, 2024

O Museu Nacional Soares dos Reis promove uma Visita Orientada dedicada ao tema Artes decorativas, proveniências e colecionadores, na próxima quinta-feira, dia 8, pelas 15 horas. Inscrições a decorrer.

 

No processo de constituição do acervo atualmente à guarda do Museu Nacional Soares dos Reis, as artes decorativas tiveram um papel fundamental a partir da década de 1940, quando o museu foi transferido para o Palácio dos Carrancas.

 

Ao longo da visita, será abordado esse passado, relacionando-se a história do museu com as artes decorativas e o colecionismo no Porto.

 

A cerâmica é uma das mais importantes coleções do Museu Nacional Soares dos Reis, não só pelo número de peças, mas também pela sua relevância, representando a produção de faiança em Portugal desde o século XVI.

Entre as muitas peças que compõem esta coleção predomina a faiança nacional nortenha, em particular de Viana do Castelo, Porto e Vila Nova de Gaia. Das outras regiões do país, destacam-se os conjuntos cerâmicos provenientes de Coimbra, Lisboa (Rato) e a que é atribuída a Aveiro.

 

A coleção integra também três valiosos núcleos: um de faiança holandesa de Delft (séculos XVII e XVIII), outro de porcelana chinesa e japonesa (séculos XVI a XX), e outro de porcelana europeia (séculos XIX e XX). O núcleo de porcelanas é constituído na sua grande maioria por peças chinesas de várias épocas, que vão desde o século XVI, do período Jiajing (dinastia Ming), até ao século XIX.

 

Em reserva conservam-se outras peças relacionadas com as que são apresentadas na exposição de longa duração, assim como outros núcleos relativos ao século XX. Refira-se a doação de João Castel Branco Pereira e Paulo Henriques e um expressivo conjunto da obra cerâmica do escultor e pintor alemão Hein Semke (1899-1995).

×