Loading...

João Mário Grilo filma documentário sobre Aurélia de Souza

23 de Maio, 2023

João Mário Grilo encontra-se esta semana no MNSR a gravar um documentário sobre Aurélia de Souza, usando como cenário a exposição temporária VIDA E SEGREDO, dedicada à artista luso-chilena. A exposição, patente de 24 de novembro de 2022 a 21 de maio último, reuniu pinturas assinadas por Aurélia de Souza, pela sua irmã Sofia de Souza e por outros artistas que influenciaram o trabalho de ambas num espaço que permite recuar à época da transição do século XIX para o século XX.

O documentário, ainda sem data de estreia, insere-se nas atividades previstas para assinalar o primeiro centenário da morte de Aurélia de Souza, que aconteceu a 26 de maio de 1922, aos 55 anos. No contexto da programação do centenário, destaca-se um programa evocativo resultante de uma parceria entre o MNSR, a Universidade do Porto, a Universidade Católica, o Instituto de História de Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, o Município do Porto e o Município de Matosinhos. Para breve está o lançamento do catálogo raisonné com o levantamento integral da obra de uma das mulheres mais marcantes do panorama artístico português.

MNSR prepara mapa da cidade do Porto em torno de Aurélia de Souza

20 de Abril, 2023

A partir da exposição VIDA E SEGREDO AURÉLIA DE SOUZA 1866-1922, o MNSR, em parceria com a Associação de Amigos do MNSR – Círculo Dr. José de Figueiredo, está a preparar um mapa da cidade do Porto em torno da artista Aurélia de Souza.

A criação do mapa foi acompanhada por um encontro no Museu que reuniu guias, operadores turísticos e estudantes de Turismo, profissionais de museus e investigadores. Em conjunto, os participantes exploraram contextos e locais da cidade na passagem do século XIX para o século XX.

Numa segunda fase, será apresentado um mapa do Porto com propostas de locais a visitar e que são emblemáticos no percurso da artista.

Entrada gratuita no Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

17 de Abril, 2023

O MNSR terá entrada gratuita a 18 de abril, data em que se assinala o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios. A oferta inclui a visita livre e duas visitas guiadas, que decorrem no contexto do programa da reabertura da exposição de longa duração. Às 10h30 a visita Jogos de luz e cor: as fórmulas naturalistas da pintura portuguesa, por Ana Anjos Mântua. Às 15h00 a visita Admiráveis Mundos Novos: produção, iconografia e decoração nas coleções de Ourivesaria e Joalharia por Susana Medina. As inscrições decorrem online.

A 18 de abril a gratuitidade estende-se a todos os museus nacionais de acordo com o Despacho da DGPC.

Reabertura da exposição de longa duração

12 de Abril, 2023

O MNSR inicia um novo ciclo com a inauguração da exposição de longa duração dia 13 de abril. Com uma História de quase 200 anos, aquele que foi o primeiro museu público de arte do país reposiciona-se e apresenta um novo olhar sobre as suas coleções.
Consciente das exigências de uma sociedade cada vez mais proativa e conhecedora, o MNSR procura proporcionar oportunidades para novas leituras e novas narrativas, valorizando sempre o património cultural que integra e honrando a história de que é herdeiro.
Na intervenção da sessão protocolar, o diretor do MNSR destacou que na nova exposição propõe-se um percurso com duas leituras paralelas e complementares. Uma narrativa reflete a sua história e a forma como as coleções foram sendo integradas. Outra valoriza os artistas e as suas obras.

 

Cofinanciamento
NORTE 2020 Portugal 2020 Feder PRR Fundo Salvaguarda Património Cultural

Mecenato
Lionesa Group Tintas CIN Sign

Programa de reabertura da exposição de longa duração

12 de Abril, 2023

O MNSR inicia um novo ciclo com a inauguração da exposição de longa duração e uma oferta de programação regular que propõe novos espaços de mediação com o público. A partir de um percurso que traz duas narrativas complementares – a primeira reflete a sua história e a forma como as coleções foram sendo integradas e a segunda valoriza os artistas e as suas obras – o MNSR apresenta diferentes atividades para públicos diversos.

A agenda inclui visitas orientadas e temáticas que procuram proporcionar conexões entre o visitante e o que está exposto, oficinas e visitas oficinas com novas formas do público infantojuvenil e das famílias interagirem com as peças expostas e conversas com convidados a partir de obras selecionadas.

Participe e inscreva-se online antecipadamente.

Autorretrato de Isolino Vaz é destaque em exposição na Biblioteca Municipal de Gaia

20 de Janeiro, 2023

O autorretrato de Isolino Vaz, da coleção de pintura do MNSR, é o destaque da exposição que a Câmara Municipal de Gaia promove no âmbito do centenário do nascimento do artista. A exposição, patente de 21 de janeiro a 22 de abril na Biblioteca Municipal, inclui também pinturas a óleo, retratos em vários suportes, desenhos, estudos dos vitrais da Igreja do Monte da Virgem, ilustração de livros, peças de escultura, medalhas e fotografias. Nascido em Vila Nova de Gaia em 1922, Isolino Vaz foi um reconhecido artista e académico, tendo sido professor de desenho dos arquitetos Álvaro Siza e Alcino Soutinho e de artistas plásticos como Graça Morais e Joana Vasconcelos.

Peças alusivas a D. Pedro integram exposição nos Paços do Concelho do Porto

28 de Dezembro, 2022

A Câmara Municipal do Porto apresenta de 29 de dezembro a 30 de março a exposição D. Pedro, a Independência do Brasil e o Porto, encerrando assim a efeméride do bicentenário da Independência do Brasil.

A exposição integra peças de elevado valor histórico do acervo do MNSR alusivas ao triunfo da causa liberal na cidade como a farda de Coronel de Caçadores V, utilizada por D. Pedro durante o Cerco do Porto, e uma gravura satírica, do pintor francês Nicolas Eustache Maurin, formada por duas litografias acopladas e coladas em faixas verticais que permite duas visões: de um lado o retrato de D. Miguel e do outro a cabeça de um burro.

Ministro da Cultura conhece de perto projeto da exposição de longa duração do MNSR

9 de Dezembro, 2022

O Ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, visitou esta semana o MNSR. Nesta visita teve a oportunidade de tomar contacto com o projeto da nova exposição de longa duração. Visitou, também, a exposição temporária VIDA E SEGREDO AURÉLIA DE SOUZA 1866-1922 que evoca uma das mulheres mais marcantes do panorama artístico português, com um percurso de vida na passagem do século XIX para o século XX. Faz parte de um programa evocativo que assinala o primeiro centenário da sua morte e procura um maior conhecimento sobre a sua vida e, sobretudo, sobre a sua obra.

Projeto Arte e Saúde arranca com atividades no CMIN

28 de Novembro, 2022

O MNSR arrancou hoje com um programa de atividades no Centro Materno Infantil do Norte (CMIN), inserido no projeto ARTE E SAÚDE com o Centro Hospitalar Universitário do Porto. Este projeto desenvolve-se a partir da exposição temporária VIDA E SEGREDO AURÉLIA DE SOUZA 1866-1922. O cronograma prevê a realização de atividades destinadas a crianças e jovens utentes do CMIN, tais como a reprodução de imagens e de autorretratos, a criação de um diário, a modelação de máscaras ou a escrita de narrativas e de cartas.

Autorretrato de Abel Salazar abre exposição na Reitoria da Universidade do Porto

13 de Novembro, 2022

O autorretrato de Abel Salazar, propriedade dos Amigos do MNSR – Círculo Dr. José de Figueiredo, abre a exposição TODO O ABEL SALAZAR, patente na Casa Comum da Reitoria da Universidade do Porto de 14 de novembro até 17 de fevereiro. A exposição integra vários objetos do quotidiano do cientista, médico e artista, incluindo a apresentação do livro de sua autoria “Testamento de um Morto Vivo Sepulto na Casa dos Mortos, em Barcelos”.

Pinturas do MNSR integram exposição na Quinta de Santiago dedicada a António Carneiro

29 de Outubro, 2022

A coleção do MNSR está presente na exposição António Carneiro. O poeta com pincéis, promovida pela Câmara Municipal de Matosinhos na Quinta de Santiago. Trata-se de um autorretrato pintado pelo artista em 1918 e da pintura a óleo Menina do Gato. A exposição inaugura a 29 de outubro e fica patente até 26 de fevereiro. Esta exposição decorre no ano em que se celebram os 150 anos do nascimento de António Carneiro (1872-1930) e apresenta-se como a maior mostra retrospetiva do poeta e pintor dos últimos 50 anos em Portugal.

Patronos do MET tomam contacto com a história e coleções do MNSR

28 de Outubro, 2022

O MNSR acolheu hoje uma comitiva de patronos do Metropolitan Museum of Art (MET), de Nova Iorque. Esta visita vem de encontro ao novo posicionamento estratégico de internacionalização do Museu definido pela atual Direção, de se estabelecerem novas parcerias e potenciar a ação externa do Museu.

A comitiva liderada por Maxwell K. Hearn, Diretor do Departamento de Arte Oriental do MET, tomou contacto com a história e com as coleções do MNSR. Foram-lhe também apresentados o conceito e o processo da exposição de longa duração. Maxwell K. Hearn reconheceu que o programa museológico e museográfico do MNSR está em linha com o trabalho desenvolvido no MET e com as tendências internacionais.

MNSR é palco do Portugal Fashion

13 de Outubro, 2022

O MNSR foi escolhido como palco da última edição do PORTUGAL FASHION, que traz desfiles em espaços emblemáticos da cidade do Porto. As coleções de Diogo Miranda, Huarte e Alves/Gonçalves são apresentadas no Jardim das Camélias, no Picadeiro e no Jardim do Velódromo Rainha D. Amélia, onde a coleção da lapidária serve de cenário para as novas criações. Os desfiles decorrem a 15 de outubro, no último dia do evento, e inseridos num programa mais amplo com apresentações, novos talentos, showrooms e competições de moda.

Ministro dos Negócios Estrangeiros visita exposição FERNÃO DE MAGALHÃES. PELOS MARES DO MUNDO INTEIRO

12 de Outubro, 2022

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, visitou a exposição FERNÃO DE MAGALHÃES. PELOS MARES DO MUNDO INTEIRO, que documenta a viagem de circum-navegação (1519 a 1522), concebida e comandada inicialmente por Fernão de Magalhães e concluída por Sebastião Elcano. Realizada em parceria com a Estrutura de Missão do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação, a exposição centra-se na história de uma descoberta – a descoberta do planeta azul e do Oceano Pacífico – e inclui uma secção dedicada à biografia de Fernão de Magalhães e às suas experiências ao serviço do Império Português e outra sobre a memória que o mundo preserva hoje de Magalhães.

DIA D. ​PEDRO IV assinalado com encenação histórica e cocktail Porto Liberal

5 de Julho, 2022

O MNSR acolhe a 8 de julho, às 18h30, a primeira iniciativa do programa ENCONTROS COM D. PEDRO IV, promovido pela Rota Porto Liberal. Esta iniciativa abre com uma encenação histórica sobre o Cerco do Porto, interpretada por membros da Associação de Recriadores e Colecionadores de Armas Históricas de Portugal.

A encenação E CHEGÁMOS AO PORTO. MEMÓRIAS DO DESEMBARQUE recuperará momentos ocorridos a partir de julho de 1832, no contexto da Guerra Civil entre liberais e absolutistas, que deu origem ao Cerco do Porto, e realiza-se simbolicamente 200 anos após o desembarque de D. Pedro IV nas praias Pampelido. Por essa altura, o Monarca instalou-se no Palácio dos Carrancas, atual MNSR, elevando-o a Paço Real no Porto.

Numa parceria com a Escola de Hotelaria e Turismo do Porto, será lançado o novo cocktail e biscoito PORTO LIBERAL, concebido pelos alunos desta instituição para assinalar a data histórica e a presença de D. Pedro no Porto.

Telas de Veloso Salgado da coleção do MNSR integram exposição no Musée de Boulogne-sur-mer

1 de Julho, 2022

As obras da coleção de pintura do MNSR O SONHO (1895) e ESTUDO PARA PSYCHÉ (c. 1891), de Veloso Salgado integram a exposição “Veloso Salgado de Lisboa a Wissant. Itinerário de um pintor português”, patente no Musée de Boulogne-sur-mer de 2 de julho a 4 de dezembro. Organizada com a colaboração do Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado e com o apoio do Ministério da Cultura e do Instituto Francês, a exposição faz parte da iniciativa Temporada Cruzada Portugal-França.

A seleção das obras reflete o intercâmbio artístico luso-francês do século XIX, decorrente da bolsa estatal atribuída a pintores portugueses para prosseguirem estudos na Ecole des Beaux-arts, em Paris. Veloso Salgado não só frequentou os efervescentes estúdios de artistas parisienses, como também se inspirou nas estadias prolongadas na região da Bretanha e em Wissant, na costa de Pas-de Calais.

No regresso a Portugal e à paisagem de Colares, Veloso Salgado pinta O SONHO e recupera o tema do bosque e de figuras femininas semelhantes a Musas. A pintura entra no acervo do MNSR em 1951, por legado de Adelina de Oliveira Nogueira Pinto.

Portugal em destaque no festival de História de Arte de Fontainebleau

1 de Junho, 2022

Portugal é o país convidado na edição de 2022 do Festival de História de Arte de Fountainebleau. O programa, dirigido a historiadores, estudantes e visitantes de instituições culturais, inclui uma conferência sobre o panorama dos museus portugueses com a apresentação do MNSR e do Museu da Gulbenkian. O encontro realiza-se no dia 3 de junho, às 13h, logo após a conferência inaugural com o artista Pedro Cabrita-Reis e o arquiteto Eduardo Souto de Moura.

Organizado pelo Ministério da Cultura francês, através do INHA – Institut national d’histoire de l’art e do Château de Fontainebleau, o festival está dividido por secções com projeção de cinema, exposições e instalações, feira de livros e revistas de arte.

Acompanhe a programação em https://www.festivaldelhistoiredelart.fr/

APOM atribui Prémio Carreira a Fátima Macedo

27 de Maio, 2022

A Associação Portuguesa de Museologia (APOM) atribuiu o prémio carreira a Fátima Macedo, museóloga e gestora da coleção de ourivesaria e joalharia do MNSR.  O reconhecimento do trabalho desenvolvido ao longo de vários anos foi tornado público na cerimónia de entrega dos Prémios APOM 2022.

Das investigações desenvolvidas por Fátima Macedo, destaca-se o estudo do busto-relicário de São Pantaleão, do acervo do MNSR, classificado como tesouro nacional.

CHUP e MNSR apresentam projeto colaborativo Arte e Saúde

8 de Abril, 2022

O Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUP) e o MNSR lançam o projeto colaborativo Arte e Saúde, com ações de intervenção cultural em diferentes espaços do Hospital de Santo António, com os seus utentes e acompanhantes.

Centrado nos benefícios da Arte na construção de um ambiente favorável que minimize impacto da doença, o projeto consolida a parceria entre as duas instituições vizinhas e aproxima os profissionais do CHUP, os utentes e seus acompanhantes do Museu, que procura consolidar o seu papel fora de portas.

Uma das ações materializa-se com o núcleo expositivo OUTROS LUGARES. Esta ação leva um conjunto de fotografias de autor com pormenores de pinturas e esculturas de artistas como António Soares dos Reis, Artur Loureiro, Aurélia de Souza, Henrique Pousão, José Malhoa, Marques de Oliveira e Silva Porto, a diferentes espaços do CHUP. Os trabalhos fotográficos, que ilustram detalhes de peças que transmitem sensações de relaxamento ou bem-estar, procuram humanizar o espaço.

Desta parceria resulta, igualmente, a criação do bilhete de utente e acompanhante do CHUP, com um desconto de 50 por cento no valor de entrada no Museu, a programação de atividades para os profissionais do CHUP, com o objetivo de proporcionar momentos de lazer, de descompressão, estimulantes e diferenciadores do seu quotidiano, e de atividades educativas para utentes do serviço de pediatria, prosseguindo objetivos de humanização e de educação pela arte.

Este projeto tem o apoio mecenático da Fundação Manuel António da Mota e o apoio institucional do Círculo Dr. José de Figueiredo – Amigos do MNSR.

Parceiros unem-se para evocar o primeiro centenário da morte de Aurélia de Souza

1 de Abril, 2022

A 26 de maio de 2022 assinalam-se 100 anos do desaparecimento de Aurélia de Souza, uma das mulheres mais marcantes da vida artística do país e especialmente do Norte, na passagem do século XIX para o século XX.

Para marcar o acontecimento, o MNSR, a Universidade do Porto, a Universidade Católica, o Instituto de História de Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, o Município do Porto e o Município de Matosinhos uniram-se em torno da evocação do centenário da sua morte, que se dividirá em múltiplas atividades culturais a decorrer entre abril de 2022 e junho de 2023. A relevância e o prestígio de Aurélia de Souza no panorama cultural português e internacional justificam a celebração conjunta desta artista singular, que sempre esteve na vanguarda da sua época.

Cada entidade apresentará oportunamente o seu programa cultural detalhado, mas todas as iniciativas decorrerão sob o selo conjunto – acima destacado –, criado propositadamente, pelo Atelier R2, para assinalar o centenário da morte da pintora e fotógrafa do Porto.

Aula inaugural de nova unidade curricular traz ao museu alunos da U.PORTO

14 de Fevereiro, 2022

O Diretor MNSR, António Ponte, e a equipa do Museu deram hoje as boas-vindas aos cerca de 30 estudantes da Universidade do Porto (UPorto) que participaram na aula inaugural da nova unidade curricular “Cultura, Arte e Património: o museu como lugar de fruição”. Resultado de uma parceria entre a UPorto e instituições da cidade, a iniciativa permitirá durante um semestre o acesso aos bastidores da atividade artística e cultural do Porto e a aquisição de competências transversais, nomeadamente em torno do funcionamento de um Museu.

Estudantes de licenciaturas e mestrados de áreas diversas como Gestão, Direito, Veterinária ou Belas Artes vão estar em contacto direto com a equipa do MNSR podendo adquirir conhecimentos sobre museologia, gestão de coleções, conservação e restauro e imagem e cultura visual.

Centenário da morte de Aurélia de Souza motiva produção de catálogo raisonné

1 de Fevereiro, 2022

No ano do centenário da morte de Aurélia de Souza, o Instituto de História da Arte (IHA) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova, o Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR) e a Universidade Católica Portuguesa (UCP) estão a trabalhar no catálogo integral da obra da artista, que será publicado em formato ebook e em edição impressa.

O projeto, iniciado em 2020 e conduzido pela Professora Raquel Henriques da Silva, conta ainda com a parceria da Câmara Municipal de Matosinhos e da Câmara Municipal do Porto. Irá  elaborar-se um inventário sistemático que inclui o registo fotográfico de toda a obra de Aurélia de Souza em coleções públicas e particulares.

O levantamento conta já com mais de 300 obras e tem o apoio mecenático da Fundação Millennium BCP e o apoio institucional do Círculo Dr. José de Figueiredo – Amigos do Museu Nacional Soares dos Reis.

MNSR apresenta em Paris estudo sobre o caso português de Esmaltes de Limoges

14 de Dezembro, 2021

No âmbito das jornadas dedicadas aos esmaltes medievais, e coorganizadas pelo Institut national d’histoire de l’art e pelo Museu do Louvre, o MNSR apresenta em Paris o estudo sobre a presença em Portugal de esmaltes artísticos medievais de Limoges. No encontro, Ana Paula Machado, gestora de coleção do MNSR, partilha com diferentes investigadores internacionais estudos sobre como se realizava o comércio destas peças, como foram preservadas e como se tornaram peças de coleções particulares dispersas em todo o país. Importantes exemplares dos esmaltes de Limoges chegaram já no final do século XIX e início do século XX às coleções dos museus.

Presidente da República visita exposição desenhos de Mestres Europeus

10 de Dezembro, 2021

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visita a exposição DESENHOS DE MESTRES EUROPEUS, que integra cerca de 100 desenhos produzidos por reconhecidos mestres italianos e portugueses. Com curadoria de Nicholas Turner, um dos mais prestigiados especialistas internacionais na área do desenho, a exposição inclui obras classificadas como Tesouros Nacionais e conta com o único exemplar de Leonardo da Vinci existente no país, pertencente ao acervo do Museu da Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto, bem como com estudos e esboços preparatórios e visionários de António Domingos Sequeira, na sua maioria da coleção do MNSR.

Durante a visita, Marcelo Rebelo de Sousa reconheceu a importância deste Museu na agenda cultural da cidade e do país.

Revista ZEUS entrevista Diretor do MNSR

26 de Novembro, 2021

O MNSR está presente na primeira edição da Revista ZEUS lançada para comunicar e divulgar, no contexto ibérico, conteúdos sobre instituições museológicas. Na estreia, o Diretor do MNSR faz o balanço dos primeiros meses à frente da instituição e apresenta iniciativas em curso, nomeadamente com instituições parceiras como a Universidade do Porto e o Centro Hospitalar Universitário do Porto. António Ponte reitera, ainda, a importância da presença do Museu nos canais digitais.

MNSR leva exposição azul e ouro ao Museu Nacional Machado de Castro

19 de Novembro, 2021

O MNSR inaugura a 19 de novembro, no Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, a exposição itinerante AZUL E OURO. ESMALTES EM PORTUGAL DA ÉPOCA MEDIEVAL À ÉPOCA MODERNA. Dedicada ao trabalho artístico em esmalte, a exposição apresenta um conjunto de peças produzidas entre os séculos XII e XIX, reunindo e confrontando as várias técnicas utilizadas em objetos litúrgicos, devocionais e de aparato. Neste elenco técnico, as 26 placas originárias do Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, assumem relevante protagonismo que exprime verdadeira cumplicidade entre os materiais, as técnicas e uma plasticidade vinda da força criativa do século XVI.

Patente até 27 de fevereiro de 2022, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 17h30.

MNSR retoma campanha de restauro

5 de Novembro, 2021

O MNSR retomou, com o apoio dos Amigos do MNSR – Círculo Dr. José de Figueiredo, uma campanha de conservação preventiva e restauro de peças que integrarão a exposição de longa duração. A campanha em curso incide sobretudo na coleção de pintura.

APOM distingue Maria João Vasconcelos

4 de Novembro, 2021

A Associação Portuguesa de Museologia (APOM) distinguiu como PERSONALIDADE DO ANO Maria João Vasconcelos, Diretora do MNSR entre 2006 e 2020. O reconhecimento, tornado público no contexto da atribuição da edição 2021 dos Prémios APOM, resulta do contributo dado à museologia portuguesa pelo seu percurso e reflete o trabalho desempenhado enquanto Diretora do Museu, cargo que exerceu até se aposentar.

MNSR recebe vizinhos e perspetiva potenciais parcerias

16 de Julho, 2021

O Diretor do MNSR recebe a 16 de julho os vizinhos do Museu. Representantes de espaços comerciais e serviços localizados no quarteirão da Rua D. Manuel II, Rua do Rosário, Rua Miguel Bombarda e Rua Adolfo Casais Monteiro são convidados a conhecer o programa da atual direção, que tomou posse em abril e a apresentar contributos para eventuais parcerias. O objetivo é o do reforço da agenda cultural da cidade.

Ministra da cultura visita exposições temporárias do MNSR

22 de Junho, 2021

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, esteve hoje no MNSR, numa visita às exposições temporárias inauguradas na reabertura a 15 de maio. Acompanhada pelo Diretor do Museu, António Ponte, ficou a conhecer de perto toda a programação em curso.